09/09/2020 às 19h46min - Atualizada em 09/09/2020 às 19h46min

Pandemia aumenta importância de ações pela saúde emocional

- Marco Antonio Antolini
CVV
O suicídio é um problema de saúde pública que mata pelo menos um brasileiro a cada 45 minutos, mais do que a Aids e muitos tipos de câncer, e pode ser prevenido. Foto : Ilustração
No ano do inesperado isolamento social ocasionado pela pandemia da Covid-19, o Centro de Valorização da Vida (CVV) ajustou seus meios de contato com a população para continuar oferecendo apoio emocional sigiloso e gratuito.


Essa mudança colaborou para manter as cerca de 250 mil ligações, que totalizam cerca de 3.000 horas ao mês.

Em setembro, quando se realiza o Setembro Amarelo, mês de prevenção do suicídio, o CVV garantiu a mesma adaptação para mobilizar a população ao redor desse tema tão relevante e sensível.

Antes do início da pandemia, menos de 10% dos atendimentos telefônicos eram realizados remotamente e, em menos de dois meses, esse modelo saltou para mais de 60%, garantindo segurança e saúde aos voluntários.

“Nossa prioridade será nas ações online, como palestras e debates”, comentou Adriana Rizzo, voluntária do CVV.

“Quando necessária alguma atividade presencial, recomendamos aos 4.200 voluntários de todo o país que evitem aglomerações, mesmo que em sua região essas atividades já estejam liberadas pelas autoridades”, complementa.

A entidade espera que a adesão ao tema seja ainda maior do que nos anos anteriores devido ao aumento das pressões emocionais no isolamento social, medo da doença e perdas decorrentes da Covid-19. Segundo Adriana, “neste ano, buscar oferecer ajuda tem sido ainda mais importante. Notamos que há muitas pessoas nesse movimento de acolher sem criticar, conversar e compreender os sentimentos daqueles que passam por momentos de tristeza, ansiedade, medo ou sensação de solidão.”

O Simpósio Internacional de Prevenção do Suicídio organizado pelo CVV, neste ano em sua 10ª edição, também migrou para o online. Gratuito e aberto desde seu início, era realizado cada ano em um município brasileiro.

“Observamos que as pessoas perderam o receio de participar de cursos e eventos online”, comenta a voluntária. “Então, pudemos aproveitar a oportunidade e trazer ainda mais palestrantes internacionais e possibilitar que mais pessoas assistam às apresentações, pois rompemos a barreira geográfica.” A programação e inscrições do Simpósio estão em:

https://cvv.clickmeeting.com/simposio/register .




 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Quais são os piores motoristas de Colatina

45.1%
24.2%
30.8%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...