11/11/2020 às 15h47min - Atualizada em 11/11/2020 às 15h47min

​Calote é ferida corrosiva do futebol capixaba!

Duvido quem não conheça uma história sequer de calote no futebol capixaba

- Perter Falcão
Pauta Livre Assessoria
E até hoje, nós e mais, pelo menos, 30 pais de famílias não vimos a cor do dinheiro. Foto: Peter Falcão
Peço perdão aos entusiastas, mas temos que encarar de frente a realidade. Calote no futebol capixaba é mato.  

Assessorávamos a Desportiva, que não havia conseguido vaga nas semifinais do Capixabão.  

Então, estávamos meio "relax", trabalhando somente para a Confederação Brasileira de Triathlon e a Federação de Beach Soccer do ES.  

O telefone tocou e presidente de clube coirmão da Grande Vitória nos convidou para assessorarmos o time durante 15 dias, exatamente nas semifinais. Combinamos o valor do serviço e iniciamos o trabalho.  

Cobrimos treinos com fotos e textos e fomos aos dois jogos da semifinal, um em São Mateus.  

O clube ficou pelo caminho. E até hoje, nós e mais, pelo menos, 30 pais de famílias não vimos a cor do dinheiro.  

Anos depois, este presidente de clube pisou na arena da Praia de Camburi para prestigiar seu time em torneio nacional de beach soccer.  

Tive vontade de enfiar-lhe um balaço no chifre, mas me contive.  

Caminhando no calçadão da Praia de Camburi encontrei técnico consagrado do futebol capixaba com quem trabalhei na Desportiva. 

E ele me contou que clube do interior, que conduziu ao título, tinha presidente com hábitos parecidos. 

A grana de dois meses de trabalho e da premiação foi entregue pessoalmente pelo dirigente em sacola de pão. Ele ficou feliz da vida. Mirou o carro do outro lado da rua pensando em acelerar fundo rumo à capital. 

Só que o seu meia de criação o convidou para almoçar galinha caipira que a esposa havia especialmente preparado. Sem querer desapontar a madame, ele aceitou o convite. 

Após as despedidas de praxe, este técnico consagrado, já na calçada, a dois metros do Escort vermelho, foi abordado pelo dirigente.  

"Rapaz, tenho que realizar vários pagamentos e estou sem trocado. Tem jogador para caramba me esperando. Segura este cheque e me devolve aquele dinheiro", disse ao lado de dois brutamontes. 

A transação foi feita. E o cheque segue sem fundos até hoje. Os presidentes estão por aí. Cidadãos de bem, concedendo entrevistas, preocupados com o futuro do futebol capixaba. 

Duvido quem faça parte deste segmento que não conheça uma história sequer de calote no futebol capixaba. 

Conheço dezenas delas. Que pena. Sinto alegria nenhuma nisso. 

















 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Quais são os piores motoristas de Colatina

45.4%
24.3%
30.3%