16/11/2020 às 07h50min - Atualizada em 16/11/2020 às 07h50min

​Abstenções, votos nulos e brancos explodem na Eleição 2020

Guerino, 61 anos foi eleito prefeito de Colatina neste domingo, 15

- Nilo Tardin
Redação DDC- News
Ao comentar a votação apertada de 631 votos de diferença, ele apontou os ataques nas redes sociais em decorrência de encabeçar as pesquisas de opinião. Foto: Nilo Tardin
Apesar da angustiante lentidão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES) em divulgar o fim da apuração da Eleição 2020, o número de abstenções, votos nulos e brancos superaram a quantidade de votos conquistada pelo candidato eleito a prefeito de Colatina Guerino Balestrassi (PSC).

Os votos ausentes alcançaram a faixa dos 23. 906 eleitores nas 238 urnas na 6ª Zona Eleitoral de Colatina. Votos válidos 58.892.

Balestrassi que é engenheiro chega ao terceiro mandato com 20.072 votos equivalente a 34,08% do eleitorado colatinense. Guerino tem como vice o médico especialista em saúde comunitária Rogério Rezende (PDT). O candidato derrotado Luciano Merlo (Patriota) obteve 19.441 votos, 33,01% dos votos válidos.

Guerino comandou a prefeitura de 2001 a 2008. Retorna ao cargo depois de passar pela presidência do Bandes, Secretaria Estadual de Tecnologia, Planejamento e secretaria de desenvolvimento de Aracruz.

Ao comentar a votação apertada de 631 votos de diferença, ele apontou os ataques nas redes sociais em decorrência de encabeçar as pesquisas de opinião.

Os candidatos eleitos a Câmara dos Vereadores de Colatina foram Waguinho (Patriota) 1.356 votos, Olmir (Avante) 1.299 e João Marcos (PL)1.190. Um dos maiores colégios eleitorais do Espírito Santo com 90.868 eleitores.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Quais são os piores motoristas de Colatina

45.7%
23.9%
30.3%