07/04/2021 às 07h58min - Atualizada em 07/04/2021 às 07h58min

juiz aposentado Eraldo Trevizani falece de Covid-19

O sepultamento do dr. Eraldo vai acontecer na tarde de hoje em Colatina

Folha1
Baixo Guandu foi a cidade que dr. Eraldo Trevizani escolheu para “viver o resto da vida”, conforme ele gostava de dizer. Foto: Divulgação. Álbum de Família.

O juiz aposentado Eraldo Trevizani faleceu nesta madrugada de quarta-feira, 7 vítima de complicações da COVID-19, num hospital particular de Colatina, onde encontrava-se internado desde o dia 10 de março.

Dr. Eraldo morava em Baixo Guandu desde 1993, quando assumiu a função de juiz de Direito na cidade. Exerceu a função até 2012, quando aposentou-se e concorreu a prefeito. Depois de aposentado continuou residindo em Guandu, adotando a cidade como morada definitiva.

O sepultamento do dr. Eraldo vai acontecer na tarde de hoje em Colatina, sua cidade de origem, onde moram seus dois filhos e netos. O horário do velório e sepultamento ainda não foram divulgados pela família.

Os primeiros sintomas da COVID-19 surgiram no dia 8 de março, sendo que por precaução, dr. Eraldo foi internado num hospital particular em Colatina dois dias depois.

Internado, dr. Eraldo continuava mantendo contato com amigos e relatava estar bem, porém no dia 15 de março foi transferido para uma UTI. No dia seguinte, foi intubado.

Na semana passada as notícias da recuperação eram ótimas: dr. Eraldo foi extubado e submetido a uma traqueostomia, com transferência para uma UTI com visita de familiares liberada.

A preocupação maior era a função renal que continuava comprometida, mesmo com as sessões de hemodiálise realizadas há dias.
No boletim divulgado ontem, a família informava o agravamento do estado de saúde, já que a sedação havia sido reduzida e dr. Eraldo não acordava. À noite ele seria submetido a uma tomografia cerebral. Na madrugada de hoje, ocorreu o óbito por complicações da COVID-19, depois de 27 dias de internação.

Baixo Guandu foi a cidade que dr. Eraldo Trevizani escolheu para “viver o resto da vida”, conforme ele gostava de dizer. Na sua cidade de origem, Colatina, foi presidente da Câmara Municipal em duas legislaturas e chegou a assumir a Prefeitura durante 15 dias, em 1981, durante afastamento do então prefeito Devacir Zaché para tratamento de saúde.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Quais são os piores motoristas de Colatina

46.4%
23.4%
30.2%