19/07/2021 às 18h17min - Atualizada em 19/07/2021 às 18h17min

​Ales instala Frente em Defesa da Primeira Infância

O deputado socialista Bruno Lamas está na presidência

- Gleberson Nascimento
A mortalidade infantil, que voltou a crescer pela primeira vez em mais de 15 anos, revela o deputado Bruno. Foto: Assessoria Parlamentar.;

Desafios como a alta taxa de mortalidade infantil, que voltou a crescer pela primeira vez em mais de 15 anos; o risco de exposição à violência; a falta de vagas na creche, visto que, entre as crianças mais vulneráveis, apenas 26% conseguem o acesso, no Brasil; e até mesmo a ausência de  políticas públicas que coloquem a criança de até 6 anos como prioridade levaram a Assembleia Legislativa a instalar a Frente Parlamentar em Defesa da Primeira Infância. 

A frente, que será presidida na Casa pelo deputado estadual Bruno Lamas (PSB) e terá como secretária executiva a parlamentar Iriny Lopes (PT), possui como finalidade acompanhar e fiscalizar as políticas públicas voltadas para as crianças de 0 a 6 anos, etapa da vida popularmente conhecida como a primeira infância.

“Precisamos refletir sobre os caminhos que poderão ser abertos no Espírito Santo para fortalecer a política destinada à promoção da primeira infância. Sabemos que há muito a ser feito. É uma temática que necessita de acompanhamento permanente, pois a cada dia surgem novas demandas e desafios a serem vencidos”, frisou o deputado Bruno Lamas, que foi eleito na última quarta-feira, 14. 

A subsecretária de Articulação de Políticas Intersetoriais da Secretaria de Estado de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades), Márlei Vieira Fernandes, garantiu que em breve sairá do papel o Plano Estadual pela Primeira Infância (Pepi). 

Ela afirmou que 24 municípios capixabas já estão desenvolvendo, na prática, ações iniciais de desenvolvimento da primeira infância, num trabalho integrado com a Setades. Conforme acrescentou, até 2022 mais 30 municípios deverão aderir.  

Já a gerente de Capacitação, Articulação e Mobilização da Setades, Eliete Rodrigues de Souza, destacou, no contexto do Pepi, projetos como o Brinquedopraça, o Criança Feliz, Boas Práticas, Formação Continuada e Caravana pela Primeira Infância. 

O Brinquedopraça consiste em espaços públicos como possibilidade lúdica de aprendizado por meio do brincar. Ao todo, serão 24 equipamentos, voltados para crianças se desenvolverem e estreitarem laços com suas famílias, cuidadores e comunidade. 

Vinte quatro municípios que aderiram ao Programa Criança Feliz do governo federal assinaram o termo de responsabilidade que possibilitará a implantação desses espaços em suas localidades. 

O total de investimentos será de R$ 7 milhões, direcionados aos municípios de Águia Branca, Alfredo Chaves, Apiacá, Baixo Guandu, Cachoeiro de Itapemirim, Colatina, Dores do Rio Preto, Fundão, Guaçuí, Ibiraçu, Irupi, João Neiva, Linhares, Mantenópolis, Marataízes, Montanha, Mucurici, Muqui, Ponto Belo, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Teresa, São Mateus e Vargem Alta.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Quais são os piores motoristas de Colatina

45.7%
23.9%
30.3%