17/05/2022 às 18h16min - Atualizada em 17/05/2022 às 18h16min

'Não tenho explicação', diz Pentágono sobre OVNIs", divulga Pentágono

O termo OVNI tem sido amplamente associado à noção de espaçonave extraterrestre

Ufo Mind
Pentágono está comprometido em entender origens dos OVNIs, dizem autoridades ao Congresso dos EUA. Foto> Ilustração.
 
Duas importantes autoridades de Inteligência de defesa dos EUA disseram nesta terça-feira que o Pentágono está comprometido em determinar as origens do que o governo chama de "fenômenos aéreos não identificados".

A declaração foi feita durante a primeira audiência pública no Congresso, em mais de 50 anos, sobre os OVNIs (objetos voadores não identificados).

Os dois funcionários, Ronald Moultrie e Scott Bray, compareceram a um subcomitê de Inteligência da Câmara dos Deputados dos EUA 11 meses após um relatório documentar mais de 140 casos de fenômenos aéreos não identificados, ou UAPs, que pilotos militares dos EUA relataram observar desde 2004.Bray, vice-diretor de inteligência naval, reconheceu que houve alguns avistamentos que as autoridades dos EUA “não podem explicar”.

Alguns deles envolveram casos em que havia poucos dados para criar uma explicação razoável, disse Bray.

Mas Bray acrescentou: "Há poucos casos, em que temos mais dados, [mas] que nossa análise simplesmente não conseguiu determinar completamente o que aconteceu". Estes, disse Bray, envolveram "características de voo" inesperadas ou "gerenciamento de assinaturas".— Entre o material que temos, não detectamos emanações, dentro da força-tarefa da UAB, sugerindo que seja algo de origem não terrestre — acrescentou Bray.

— Sabemos que nossos membros do serviço encontraram fenômenos aéreos não identificados e, como os UAPs representam riscos potenciais de segurança de voo e segurança geral, estamos comprometidos com um esforço concentrado para determinar suas origens — disse Moultrie, que supervisiona uma investigação de UAP recém-formada no Pentágono como subsecretário de defesa dos EUA para inteligência e segurança, na audiência.Bray apresentou ao painel dois videoclipes de UAP. Um mostrou objetos em forma de triângulo piscando no céu noturno, mais tarde determinados como artefatos visuais de luz passando por óculos de visão noturna. A outra mostrava um objeto brilhante e esférico passando pela janela da cabine de um avião militar.

— Não tenho uma explicação para o que é esse objeto específico — disse Bray sobre o segundo objeto.Moultrie e Bray também disseram que o Pentágono estava determinado a remover o estigma há muito associado a avistamentos de objetos voadores inexplicáveis, incentivando os pilotos a se apresentarem quando observam tais fenômenos.

A noção de espaçonave alienígena não recebeu menção na apresentação do UAP em junho passado. O foco, em vez disso, estava nas possíveis implicações para a segurança nacional e a segurança da aviação dos EUA, como foi na audiência desta terça-feira.

O relatório, no entanto, incluiu alguns UAPs revelados anteriormente em imagens de vídeo divulgadas pelo Pentágono de objetos enigmáticos no ar exibindo velocidade e capacidade de manobra que excedem a tecnologia de aviação conhecida e carecem de meios visíveis de propulsão ou superfícies de controle de voo.

Esse relatório foi uma "avaliação preliminar" de nove páginas compilada pelo Escritório do Diretor de Inteligência Nacional e uma força-tarefa liderada pela Marinha que o Pentágono formou em 2020.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »