30/05/2022 às 13h27min - Atualizada em 30/05/2022 às 13h27min

Físicos rompem fronteira com teletransporte de dados

Computação quântica vai transmitir dados em rede ultrarrápida

Delft University of Technology
Na Universidade da Holanda, uma equipe de físicos deu um passo significativo em direção ao futuro. Foto: Ilustração Web.

 De Santa Barbara, na Califórnia (EUA), a Hefei, na China, cientistas estão desenvolvendo um novo tipo de computador que fará as máquinas de hoje parecerem brinquedos.

A partir dos misteriosos poderes da mecânica quântica, a tecnologia realizará em minutos tarefas que nem mesmo os supercomputadores poderiam completar em milhares de anos.

No outono de 2019, o Google revelou um computador quântico experimental mostrando que isso era possível.

Dois anos depois, um laboratório na China fez o mesmo.Mas a computação quântica não atingirá seu potencial sem a ajuda de outro avanço tecnológico: a chamada "internet quântica" — uma rede de computadores que pode enviar informações quânticas entre máquinas distantes.

Na Universidade de Tecnologia de Delft, na Holanda, uma equipe de físicos deu um passo significativo em direção a essa rede de computadores do futuro, usando uma técnica chamada teletransporte quântico para enviar dados através de três locais físicos. Anteriormente, isso era possível com apenas dois.

O novo experimento indica que os cientistas podem esticar uma rede quântica através de um número cada vez maior de sites.

"Agora estamos construindo pequenas redes quânticas no laboratório", disse Ronald Hanson, o físico da Delft que supervisiona a equipe. "Mas a ideia é, eventualmente, construir uma internet quântica."

O teletransporte quântico não só move dados entre computadores quânticos, mas também o faz de tal forma que ninguém pode interceptá-los.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »