31/07/2022 às 17h25min - Atualizada em 31/07/2022 às 17h25min

Meneguelli desabafa: “Eu não mereço essa injustiça”

Meneguelli discursou com cara de poucos amigos. Foto: Divulgação.

O ex-prefeito de Colatina Serginho Meneguelli roubou a cena na convenção do Republicanos que ocorreu na manhã deste domingo (31), na Praia do Canto, em Vitória, e que confirmou o presidente da Assembleia, Erick Musso, candidato a senador, além das chapas de federal e estadual.

Sem a oportunidade de falar durante o evento, Meneguelli praticamente tomou o microfone após o discurso de Erick e a foto oficial do partido e, indignado, desabafou: “Eu não mereço essa injustiça que fizeram comigo”.

Meneguelli era, até a última quinta-feira, o pré-candidato ao Senado pelo partido. Mas teve a candidatura rifada, segundo ele, para beneficiar outro candidato – leia-se, Magno Malta (PL).

Meneguelli disse que o presidente do Republicanos no Estado, Roberto Carneiro, chegou a mostrar para ele uma nota vinda do diretório nacional do Republicanos pedindo a retirada da sua candidatura.

“O Roberto recebeu uma mensagem do presidente (Marcos Pereira), dizendo que era para arranjar um plano B pra mim, que o Presidente da República queria eleger Magno Malta. Foi o Roberto que me passou e ele mostrou que recebeu uma ligação”, disse Meneguelli.

Questionado, Carneiro disse que recebeu uma nota da Executiva nacional do partido, que mostrou para Meneguelli, mas que foi acordado que a nota não seria divulgada. Interlocutores do partido disseram que a nota dava conta de que a candidatura de Meneguelli seria retirada por questões de divergências ideológicas com a sigla e pela insegurança de possível infidelidade partidária por parte do ex-prefeito, caso fosse eleito. Mas, ao ser perguntado, Carneiro disse que “o assunto está encerrado”.

Nos bastidores, é forte também a versão de Meneguelli sobre o ocorrido, de que Bolsonaro teria feito o pedido de retirada da candidatura do ex-prefeito para saldar “uma dívida de gratidão” com Magno Malta (PL) – que nega veementemente qualquer interferência nessa questão. Sobre o motivo do Republicanos ter atendido a um pedido do Presidente e do PL, a ponto de abrir mão de uma candidatura competitiva, Carneiro também não explicou.

A convenção ocorreu num bar da Praia do Canto e lotou. Diversas lideranças do Republicanos e de outras legendas representadas discursaram, elogiaram e apoiaram Erick na candidatura. Meneguelli estava em pé, bem longe do palco. Durante sua fala, Erick Musso chegou a pedir aplausos para o ex-prefeito que comentava com pessoas ao seu redor que não tinha sido chamado para dar uma palavra à plateia.

 

Depois da menção de Erick, participantes da convenção levaram Meneguelli para os fundos do palco. Ele já tinha pedido a oportunidade de falar, mas não tinha sido atendido até então.

Após discursar, contando um pouco da sua trajetória e pedindo apoio para a candidatura ao Senado, Erick chamou os candidatos ao palco, entre eles Meneguelli, que subiu com cara de poucos amigos. Cabisbaixo, ele não quis levantar o braço para a foto – mesmo com a insistência da ex-deputada Luzia Toledo – e foi o único, no palco, a não aplaudir e nem comemorar para a foto oficial,.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »