17/03/2020 às 18h33min - Atualizada em 17/03/2020 às 18h33min

Ufes inaugura usinas de produção de energia solar

Recursos foram destinados pela bancada federal capixaba

- Pedro Callegario/Assessoria Parlamentar Deputado Da Vitória
Estiveram representando a bancada federal capixaba no Congresso o senador Fabiano Contarato e os deputados federais Da Vitória (coordenador da bancada do Espírito Santo), Felipe Rigoni, Helder Salomão e Sérgio Vidigal.
Com a presença da bancada federal capixaba e do reitor da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Reinaldo Centoducatte, foram inauguradas nesta segunda-feira 16 duas usinas de produção de energia solar fotovoltaica instaladas na instituição de ensino. O sistema recebeu investimento de R$ 18 milhões destinados pela bancada em 2018.

Ao todo foram instalados 17 mil painéis para atender o campus de Goiabeiras e o campus de Maruípe, ambos na cidade de Vitória. Eles terão capacidade para produzir 7,7 milhões de kWh/ano de energia elétrica. A previsão é de que a geração de energia fotovoltaica gere uma economia de 30% na conta geral de energia elétrica da Universidade, o que deve representar aproximadamente R$ 5 milhões - incluindo a substituição da iluminação externa por lâmpadas de LED.

Estiveram representando a bancada federal capixaba no Congresso o senador Fabiano Contarato e os deputados federais Da Vitória (coordenador da bancada do Espírito Santo), Felipe Rigoni, Helder Salomão e Sérgio Vidigal.

O deputado Da Vitória destacou que o investimento na geração de energia solar fotovoltaica reduz o custeio das instituições e servirá de modelo para outros órgãos. “Os recurso de mais de R$ 18 milhões para a implantação do sistema foi definido em 2018 e conta com o apoio da nossa bancada atual. Nossos parlamentares tem atuado unidos e em sintonia com as necessidades dos capixabas. E a educação é uma das áreas que tem recebido emendas federais", destacou o coordenador da bancada do Espírito Santo Santo.

O reitor Reinaldo Centoducatte agradeceu o apoio dos parlamentares e enfatizou a importância da utilização de energia solar na Universidade: “É uma energia renovável, uma energia limpa, que não agride o meio ambiente. E é uma economia que vamos fazer na conta de energia elétrica, que é uma das maiores contas que nós temos. Então, nós vamos ter uma economia, nesta primeira fase, em torno de R$ 5 milhões/ano. Nós também temos mais R$ 2,4 milhões que vão ser implantados a partir de uma descentralização orçamentária do MEC [Ministério da Educação].

A economia será maior ainda. Isso significa reduzir custeio da Ufes, e esses recursos serão destinados a outros programas, principalmente àqueles associados às atividades-fim da Universidade”.

Além da inauguração da usina de energia fotovoltaica, o reitor da Ufes, ao lado dos pró-reitores, diretores de centros de ensino e gestores da Universidade, apresentaram todos os investimentos na instituição realizados com os recursos federais enviados pela bancada
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Quais são os piores motoristas de Colatina

43.3%
24.6%
32.2%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...