01/04/2020 às 18h05min - Atualizada em 01/04/2020 às 18h05min

Thor, intruso indesejável da cabine do Engenheiro Araripe

Peter Falcão - Jornalista
Foto Marvel
Dividia a cabine, no Engenheiro Araripe, com Janc e Jorge Buery.

Cobria jogo do Campeonato Estadual de Futebol para A Gazeta: Desportiva e Vitória.

Entre lance e outro compartilhávamos situações hilárias da redação. Destas de arrepiar até cabelo de quem partiu desta para melhor.

O clima de confraternização foi interrompido quando entrou sujeito magro, mulato, de cabelo cumprido, estilo Chitãozinho.

A cabine cabia, razoavelmente, duas pessoas e passou a comportar, mal para caramba, quatro.

O cara tinha em mãos bloquinho vertical, com as palavras, impressas em gráfica, em grená, “Nóis” e “Eles’, onde abaixo deveriam constar as escalações.

O intruso falava para cacete. Nós três fingíamos que não ouvíamos.

Janc e Buery não aguentaram e foram para outras cabines. Várias, vale lembrar, estavam vazias.

O cara me fitou, percebeu que eu não tinha fama alguma, e foi embora. No cantinho do olhar dose generosa de desprezo.

Antes de bater porta, talvez querendo cumplicidade, disse:

“Tá vendo como este pessoal da imprensa é estrela? É foda, não deixam nem chegar perto”.

Nem respondi, com medo de ele tentar estreitar menor conversa. “Negão vacilão, compadre, só se fode”, pensei.

Janc e Buery voltaram. Demos risadas da situação. Vimos o rapaz dentre os que brigavam à beira do gramado, separado pelo alto alambrado, nestas tretas chatas entre torcidas.

Dias depois, Vitória amanheceu impactada por crime: a execução de diretor social do Náutico Brasil.

Thor do Império foi o acusado. Olhei a foto. Era ele mesmo: o intruso indesejável da cabine do Araripe.

Nunca mais o vi. Nem quero. Mas todas as vezes que ocupei cabines, em eventos amadores ou profissionais, temi pela sua visita.

Thor para mim, nem o do martelo. E que assim seja. Até meus últimos dias, se puder pedir, mesmo incorrigível cervejeiro, alguma coisa aos deuses.




 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Quais são os piores motoristas de Colatina

45.7%
23.9%
30.3%