15/12/2020 às 17h47min - Atualizada em 15/12/2020 às 17h47min

Preconceitofobia: saiba o que é e se assuma de uma vez por todas!

Que diferença faz na vida de terceiros, a opção sexual de uma pessoa?

Oleare e Torezani Advocacia e Consultoria
- Flávia Oleare é advogada cível especialista em Direito de Família
Preconceito consiste em um prejulgamento sem nenhum fundamento. Foto: Ilustração

Sim, eu inventei este palavra.

Mas o significado é evidente: fobia à preconceito.

Preconceito consiste em  um prejulgamento sem nenhum fundamento, em uma intolerância demonstrada a um ser humano sem qualquer razão.

Que diferença faz se a pessoa nasceu em um país ou outro país?

Se a cor estampada na pele dela é amarela, marrom, branca ou lilás? Embaixo da pele, é tudo igual: sangue, músculo, osso, órgãos...

Que diferença faz na vida de terceiros, a opção sexual de uma pessoa?

Se ela se sente atraída por pessoas de sexo oposto ou do mesmo sexo?

Se ela é católica ou muçulmana?

Ah, Flávia, mas parece até que você não vê o “noticiário”, o que o Estado Islâmico faz!

“E o que aquele homossexual, fez com aquela criança”? Você não viu?

Veja, estou falando aqui de pessoas normais. Não estou falando das aberrações.

Óbvio que o Estado Islâmico, aquela organização criminosa que explode e decapita pessoas não é algo normal. Isso é uma distorção da religião muçulmana.

Pergunto eu: “E o noticiário que mostra um monte de heterossexuais estuprando e matando, você perdeu?” “Aquela filha branca, loira e heterossexual que matou os pais para ficar com herança, você esqueceu?”

Então, agora, devo pensar que todas as pessoas brancas, loiras e heterossexuais são propensas a  matar os pais?

Ao contrário dos preconceituosos, o que eu tenho, é um conceito já formado e abominável sobre determinadas pessoas.

Portanto, tenho um conceito péssimo em relação a quem rouba. A quem estupra. A quem mata. A quem dá golpe criminosos e destrói famílias.  E essas coisas são feitas por pessoas de todas as cores, raças, países, religiões ou orientação sexual.

Agora, não me venha com teorias inventadas, sem nenhuma comprovação em estudos sérios para me dizer que pessoas com orientação sexual x, y ou z são mais propensas a fazer isso ou aquilo... Que pessoas de tal cor, têm uma tendência maior ao crime...

Se você fizer isso, não terei preconceito contra você, terei convicção mesmo. E não será positiva.

Estude, pense, reflita antes de ficar repetindo baboseiras.

Os preconceitofóbicos, como eu, vão te agradecer imensamente!
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
Link
Direito de Família

Direito de Família

Flávia Oleare é advogada civilista, especialista em direito de família

Relacionadas »
Comentários »

Quais são os piores motoristas de Colatina

45.7%
24.2%
30.1%