28/03/2019 às 16h22min - Atualizada em 28/03/2019 às 16h22min

Polícia recupera objetos furtados em Colatina

Diabaré confessou tudo e estregou os receptadores

Dibaré, 34 anos acusado de arrombar escritório colatinense. Um notebook e dois celulares foram furtados.
Desta vez o Dibaré seu deu mal. O larápio não contava com eficiência do olho mágico da câmara ao seguir cada passo ainda botar sua cara na reta.
Josué Carlos da Silva, 34 anos foi reconhecido pela polícia na análise das imagens da loja invadida por ele na calada da noite da última quarta, 26 em Colatina, noroeste do Espírito Santo.

A polícia militar saiu atrás de Josué, figurinha conhecida do Bairro Bela Vista. No primeiro bordejo pela região, um dos militares viu o suspeito parado na Rua Ricardo Zon perto da creche, daí no primeiro aperto Dibaré soltou o verbo.

“Tá bão. Vou contar tudo”, resmungou o arrombador diante da pressão confessando onde estava o notebook e celulares furtados. “Vendi pro Sesana por 100 pratas”, cantou Dibaré.  A guarnição  foi atrás de Wesley Barreto Sesana, 21 anos. Daí a casa caiu de vez. Sesana entregou Evander Nunes como receptador do aparelho. “Vendi pra ele por R$250,00 mais um celular quebrado”.

Evander Nunes, 22 anos, Sesana e Dibaré foram encaminhados a 15ª Delegacia Regional de Colatina e os objetos devolvidos ao dono.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Quais são os piores motoristas de Colatina

45.7%
23.9%
30.3%