25/01/2020 às 13h50min - Atualizada em 25/01/2020 às 13h50min

Corta Goela executado com 19 tiros em frente igreja de Maria das Graças

- Nilo Tardin / Laili Campostrini Tardin
Clério Corta Goela foi fuzilado com 19 tiros a curta distância por três pistoleiros. A polícia investiga crime por vingança
- Quero ver você cortar a goela ou matar alguém’, rosnou o pistoleiro ao apertar repetidas vezes o gatilho da pistola 380 ao executar a sangue frio o detento em semi aberto Clério da Silva Ferreira, 45 anos o Corta Goela em frente a Igreja Católica em obras  no Bairro Maria das Graças, em Colatina noroeste capixaba.

Três atiradores mataram o presidiário com 19 tiros por volta das 7h desta sexta-feira, 24 no banco traseiro da  Kombi branca placas MHK – 7111 quando chegava ao serviço  na construção do templo.  De acordo com a polícia, Clério foi preso em 2008 acusado de roubo, homicídio e tráfico de drogas.

Somente a vítima era o alvo por que outras cinco pessoas tinham acabado de sair da Kombi quando foram rendidos por um homem que estava perto de uma árvore.  De acordo com a Polícia Militar Clério era ajudante de pedreiro da Linear Construções.  O motorista da Kombi Ezildo Araujo e o carpinteiro Henrique Pancieri foram cedo ao Cadeião do IBC buscar os presos Fernando Miranda, Tiago de Souza e Clério. Prosseguiram até a Igreja em construção.

Assim que parou o carro foram abordados pelos três matadores, um deles de capuz da cabeça. Mandaram todos abaixar a cabeça e efetuaram vários disparos e fugiram numa Ranger preta que estava estacionada perto do local.  A perícia constatou 19 perfurações no corpo de Corta Goela, 12 na cabeça e peito e outras na parte posterior. 

Fernando Miranda teve lesões nas costas por causa dos estilhaços das munições.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Quais são os piores motoristas de Colatina

46.4%
23.4%
30.2%