12/12/2018 às 21h44min - Atualizada em 12/12/2018 às 21h44min

Deputado federal e vereadores foram afastados pelo golpe militar

Doutor Ramon fundou a Casa de Saúde Santa Luzia em Colatina

- Nilo Tardin
Reprodução/Doutor Ramon de Oliveira Netto
Antônio Tadeu Tardin Giuberti foi prefeito de Colatina durante dois mandatos (1983 a 1988) (1993 a 1996) e deputado estadual (1990 a 1992).

“A maioria da população colatinense foi a favor do golpe militar que depôs o presidente João Goulart, o Jango”, acentuou.

Além do Dr. Ramon e o prefeito Brottas, dois vereadores também  foram enquadrados e presos pelo regime exceção criado pela ditadura civil-militar brasileira, segundo Anais da Câmara dos Vereadores de Colatina.

Um deles identificados apenas como “Chumbinho’ e o comerciante Ademar Faria, do PDT.

Ademar era dono da Garagem Primavera, de revenda de bicicletas no centro de Colatina na década de 60.

Seu filho, o médico Ademar Faria Júnior conta que o vereador colatinense ficou preso oito meses em Vitória após ser denunciado ao sistema.  “Além de perder a função teve que sair do município como minha mãe e meus irmãos. Respondeu inquérito. Foi inocentado. Após a prisão cursou Direito em Colatina. Advogou até falecer aos 93 anos em Linhares, onde resido”, contou.

Fundador da Casa de Saúde Santa Luzia e diretor da Casa de Saúde São Miguel no Rio de Janeiro, o médico Ramon de Oliveira Netto faleceu há cerca de três anos no Rio de Janeiro perto de completar 90 anos, conta o sobrinho Cláudio de Rezende Ruas, 50 anos na direção da Santa Luzia.
 
 “Tio Ramon era um médico humanitário afamado na região pelo dom da cura. Um homem correto nas suas atitudes. Não estava preparado para encarar tamanha agressão e violência da perda do cargo público. Desistiu da política. Foi emborapara o  Rio. Até 15 anos atrás ainda era dono da Santa Luzia. Aborrecido não quis mais voltar”,contou Cláudio, o Kaka.  

O jornalista e escritor colatinense já falecido Luzimar Nogueira Dias também foi preso pelos temidos agentes do Departamento de Ordem Política e Social (DOPS)  acusado de subversão.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Quais são os piores motoristas de Colatina

46.4%
23.4%
30.2%